Entretenimento Música

Lafayette, compositor da música "Papaya", do concurso Rainha das Rainhas, morre aos 79 anos

Por Pará1

31/03/2021 às 23:13:43 - Atualizado há

O tecladista Lafayette Coelho, que fez parte dos discos mais importantes da Jovem Guarda, na década de 1960, morreu aos 79 anos no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira, 31.

Ele estava internado com pneumonia, e a morte do músico foi confirmada por sua mulher, a cantora Dina Lúcia, no Facebook. "Lafayette faleceu hoje [31], muita dor no coração. Hoje a música música ficou mais pobre, adeus, grande Lafayette", disse ela, que usa o nome de batismo na rede social, Esmeraldina Dias Varges Limp.

Papaya – Talvez as pessoas não estejam ligando o nome ao artista. Mas para os belenenses, Lafayette tinha muita importância porque ele foi o compositor da música instrumental que ficou conhecida como "Papaya", tema do concurso Rainha das Rainhas do Carnaval, promovido há quase 70 anos pelo grupo Liberal, da família Maiorana.

Em Belém, essa música se tornou um verdadeiro hino, mesmo depois que foi "modernizada" para o concurso pelo DJ paraense Tarrika, todos reconhecem os acordes e o ligam à disputa de "beleza e fantasia", como diz o slogan do concurso.

Criado pela família Maiorana, o Rainha das Rainhas do Carnaval surgiu em 1947, em Belém, e é considerado um dos mais expressivos do segmento carnavalesco das regiões Norte e Nordeste do Brasil, no qual vários clubes sociais da capital paraense elegem uma representante para disputarem um título que atravessa gerações e supera até contextos políticos e econômicos.

Desfile com música – Com o surgimento da TV Liberal, afiliada Rede Globo, em 1984, os desfiles passaram a ser transmitidos ao vivo em televisão aberta, acirrando ainda mais a disputa.

Mas o que realmente marcou aquele ano foi a estreia da música-tema "Papaya", do tecladista Lafayette Coelho, servindo de trilha sonora quando as candidatas entravam no palco para avaliação dos jurados, o que antes acontecia sem música. O sucesso foi instantâneo e "Papaya" virou sinônimo de Rainha das Rainhas.

Da Jovem Guarda – Lafayette tinha a saúde debilitada – no começo de fevereiro, ele foi operado no hospital Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro, dois dias após sofrer uma queda e fraturar o fêmur. O tecladista, que também necessitava de sessões de hemodiálise, tocou em mais de 50 discos da Jovem Guarda, com nomes como Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Golden Boys e Sergio Reis, entre muitos outros.

Amigo de infância de Erasmo Carlos, ele acompanhou Neil Sedaka e Jimmy Cliff em turnês pelo Brasil. Conhecido por ser o "órgão" da Jovem Guarda, o músico lançou a série "Lafayette Apresenta os Sucessos".

Em 2004, o grupo Autoramas criou a banda Lafayette e Os Tremendões, formada após Gabriel Thomaz ver uma apresentação do tecladista e convidá-lo para os ensaios do projeto, que até então se chamava Os Tremendões. Lafayette entrou no grupo, que mudou de nome e lançou um único CD em 2009, "As 15 Super Quentes de Lafayette & os Tremendões".


Fonte: Com informações da revista Quem
Comunicar erro
Portal Pará1

© 2021 Portal Pará1 - Todos os direitos reservados.

•   Política de Cookies •   Política de Privacidade    •   Contato   •

Portal Pará1